Violência no Iraque diminuiu

Violência no Iraque diminuiu

Relatório sugere que ataques suicidas e atentados com carro-bomba caíram nos últimos três meses do ano passado.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Um relatório da Missão de Assistência das Nações Unidas no Iraque, Unami, sugere que atos de violência caíram no país nos três últimos meses de 2007.

O documento, que relata o período de julho a dezembro do ano passado, sugere que ataques a bomba e suicidas teriam diminuído assim como o número de vítimas fatais.

Chance

O chefe da Unami, Stafan de Mistura, disse que o momento proporciona uma chance para todos os iraquianos.

De Mistura disse que o resultado mais promissor é a redução dos níveis de violência. Segundo ele, o momento é uma janela de oportunidade para melhorar a situação dos direitos humanos no Iraque.

O relatório também menciona os enormes desafios que o governo do Iraque continua enfrentando por causa da violência sectária e de ações criminosas.

Superlotação de Presídios

O 12º relatório da Missão da ONU no país sobre direitos humanos elogiou medidas do governo iraquiano e de outras autoridades para melhorar o tratamento de prisioneiros e combater a superlotação de presídios.

O documento recomenda ainda ação urgente para punir casos de violência contra mulheres e os chamados crimes de honra. A Unami elogiou o governo iraquiano por ratificar a Convenção da ONU contra Tortura.