Gripe aviária na Indonésia

Gripe aviária na Indonésia

Alerta da FAO diz que alta circulação do H5N1 deve levar à mutação do vírus no país.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, informou que a situação da gripe aviária na Indonésia continua séria apesar dos esforços de prevenção pelas autoridades.

De acordo com a FAO, a Indonésia é o país mais afetado com 105 mortes.

Influenza

Leia o boletim de Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York

“De acordo com o veterinário-chefe da FAO, Joseph Domenech, afirmou que os altos índices de circulação do vírus na Indonésia podem levar à mutação do vírus H5N1 causando uma pandemia de influeza humana.

Domenech pediu a autoridades e parceiros internacionais da FAO que façam o combate ao vírus sua prioridade.

A FAO afirma que 31 das 33 províncias indonésias já registraram casos de infecção pelo H5N1.

Vacinas

A agência da ONU informou que com o surgimento de uma nova variante do vírus, existe a possibilidade de que as vacinas aplicadas em aves no momento não sejam mais 100% eficientes.

A FAO elogiou, no entanto, os esforços do governo indonésio para combater a doença no país.”

De acordo com a FAO, os governos do Japão, da Holanda e dos Estados Unidos já investiram mais de US$ 25 milhões, o equivalente a R$ 42 milhões para trabalhos de prevenção.

A gripe aviária já matou 236 pessoas, a maioria na Ásia.