ONU pede a haitianos para combater criminalidade BR

ONU pede a haitianos para combater criminalidade

Apelo, feito por missão liderada pelo Brasil, Minustah, pede ajuda à população para acabar com seqüestros e insegurança generalizada.

Ana Luiza Ponciano, Rádio ONU em Nova York*.

A Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, Minustah, pediu à população do país que ajude os bóinas-azuis da ONU e à polícia haitiana a combater a criminalidade.

Segundo a Minustah, que é liderada pelo Brasil, postos de controle e fechamento de ruas estão sendo realizados para diminuir a insegurança na ilha caribenha.

Logística

A informação é da porta-voz de Ban Ki-moon, Michele Montas.

Montas disse que a missão da ONU reforçou o apoio logístico à polícia haitiana após um aumento no número de crimes incluindo seqüestros.

Segundo a ONU, diariamente são realizadas mais de 2,7 mil patrulhas motorizadas e 1,2 mil a pé.

Uma das iniciativas da Minustah é financiar uma série de projetos sociais para os moradores das comunidades de Martissant, e Cité Soleil na capital Porto Príncipe.

*Apresentação: Monica Villela Grayley da Rádio ONU em Nova York