ONU diz que Somália deve buscar consenso

27 março 2008

Subsecretário-geral do Ocha, John Holmes, afirma que reconciliação política é fundamental para progresso do país.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O subsecretário-geral do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, John Holmes, afirmou que a reconciliação política é essencial para o progresso da Somália.

Segundo Holmes, a resposta humanitária à situação que se vive na Somália não é suficiente.

Holmes disse que a situação tem sido má durante muito tempo. Segundo ele, existem receios de que se esteja a deteriorar ao longo do último ano e continue a piorar a não ser que algo aconteça em nível político e de segurança.

Declaração

As declarações de John Holmes surgiram depois de cerca de 40 agências terem emitido uma declaração na qual alertaram para o facto de quase 1 milhão de somalis dependerem de auxílio para a sua sobrevivência.

O subsecretário-geral diz que é hora de ação.

Para Holmes, deverá ter lugar algum tipo de reconciliação política para que a maior parte das forças políticas do país e os vários clãs estejam alinhados na procura de um governo de base abrangente, onde todos concordem com uma solução para a situação atual.

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, apelou a todos os lados para reduzirem as restrições e os obstáculos impostos às agências de auxílio e garantir a segurança da população civil.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud