Ásia tem 218 milhões em extrema pobreza

27 março 2008

Informação revelada em pesquisa sócio-económica sobre região diz que causa principal é a negligência no sector de agricultura.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

Um estudo da Comissão Económica das Nações Unidas para Ásia e Pacífico, Escap, sugere que 218 milhões de pessoas, na região, estão a viver na extrema pobreza.

A “Pesquisa Sócio-Económica da Ásia e do Pacífico 2008” revela que o abismo entre pobres e ricos continua a aumentar.

Liberalização

Segundo a Escap, a negligência do sector agrícola seria a causa principal da crise económica.

O estudo recomendou ainda uma liberalização abrangente do comércio global de produtos agrícolas.

Segundo a pesquisa, se forem tomadas medidas apropriadas, 48 milhões de pessoas podem ser resgatadas da pobreza.

A Escap afirma que a agricultura concentra 60% de toda a população economicamente activa na Ásia, mas o abandono de novas políticas de desenvolvimento do sector agravaram a situação dos mais pobres no continente.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud