Refugiados do Sul do Sudão regressam a casa

Refugiados do Sul do Sudão regressam a casa

Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, ajuda mais de 100 mil refugiados a regressarem a suas casas.

Ana Luiza Ponciano, Rádio ONU em Nova York*.

Mais de 100 mil de refugiados do Sul do Sudão regressaram a suas casas desde que o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, começou o seu programa de repatriação em dezembro de 2005.

O marco foi alcançado esta semana, após a operação ter aumentado o ritmo de recolhas transportando refugiados de países vizinhos do sul do Sudão.

O porta-voz do Acnur em Genebra, Ron Redmond, anunciou um aumento nos repatriamentos.

Segundo Redmond o número de pessoas regressando a suas casas é agora de 4,5 mil refugiados por semana, um aumento relativamente aos 3 mil registados há 2 semanas”, disse o porta-voz do Acnur em Genebra.

Redmond também afirma que a meta é que 6 mil refugiados voltem às suas casas semanalmente, para recomeçarem as suas vidas.

Passado

Em 2005, o sul do Sudão ganhou autonomia do governo do país, através do Acordo de Paz Abrangente.

Pelo acordo, foi criado o governo do sul do Sudão.

*Apresentação: João Duarte da Rádio ONU em Nova York