Unesco inclui reservas do México e da Rússia (Português para o Brasil)

Unesco inclui reservas do México e da Rússia (Português para o Brasil)

Ilhas Marieta e região Rostovsky são santuários de baleias e pássaros.

De Barcelona, Letícia Camargo para a Rádio ONU em Nova York

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, encerrou seu 3º Congresso de Reservas de Biosfera, com duas novas adições. O encontro fio realizado em Madri, capital da Espanha.

Durante o evento foram incluídas na lista de reservas as Ilhas Marietas na costa oeste do México e a região de Rostovsky na Rússia pelo Conselho Internacional de Coordenação do Programa Homem e Biosfera, da Unesco.

Plano de Ação

As novas reservas representam pontos estratégicos para a migração de pássaros e baleias, e aumentam para 531 o número total de reservas de biosfera.

Com o fim do congresso está sendo adotado o Plano de ação de Madri que inclui estratégias de ação para os próximos cinco anos, principalmente para adaptação das reservas em relação à mudança climática, além da criação de reservas transnacionais.

Segundo a Unesco, é de extrema importância conservar as reservas de biosfera do planeta, pois elas são verdadeiros laboratórios de desenvolvimento sustentável, que tentam conciliar a conservação ambiental com o uso razoável de recursos naturais e a atividade humana.

De acordo com a agência, membros de comunidades locais contribuem com a gerência destas reservas fazendo programas de pesquisa e educação, além de monitorar as áreas.