Ataques em Darfur causaram 200 mortos

11 fevereiro 2008

Secretário-Geral disse que os ataques foram realizados pelas milícias Janjaweed com o apoio de forças governamentais.

Jorge Soares da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou os ataques das milícias Janjaweed contra movimentos rebeldes em Darfur, no Sudão, que teriam causado mais de 200 mortos nos últimos três dias.

Segundo Ban, as milícias contaram com o apoio de forças governamentais.

De acordo com a missão da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, os ataques foram registados em três vilarejos e muitas casas teriam sido queimadas.

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, revelou que cerca de 12 mil sudaneses cruzaram a fronteira para o país vizinho Chade, desde sexta-feira, fugindo dos ataques das milícias Janjaweed contra movimentos rebeldes em Darfur.

A chefe das operações da agência em Abeche, leste do Chade, Catherine Huck, disse que as operações de ajuda aos refugiados se realizam em um ambiente de muita insegurança.

De acordo com o Acnur, no Chade vivem cerca de 250 mil refugiados sudaneses e 180 mil deslocados internos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud