Conferência da ONU debate analfabetismo

Conferência da ONU debate analfabetismo

Para representante da Unesco no Brasil, Vincent Defourny (foto), educação é fundamental para desenvolvimento da sociedade. ~

Monica Valéria Grayley, enviada especial da Rádio ONU a Porto Alegre, Brasil*

A melhoria dos sistemas educacionais e a luta contra o analfabetismo são assuntos em debate na Conferência Internacional das Cidades.

O evento acontece até sábado, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Para o representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, no Brasil, Vincent Defourny, os temas são fundamentais para o desenvolvimento de sociedades sustentáveis.

Ele contou à Rádio ONU, em Porto Alegre, que o analfabetismo funcional é uma das maiores preocupações dos educadores.

Papel dos governos

"As mesmas pessoas, até jovens adultos que tiveram muitos anos na escola, depois de certo tempo, não podem praticar ler, escrever e aproveitar realmente a alfabetização. Acho que a questão do analfabetismo e da luta contra o analfabetismo precisa ser vista num contexto muito mais global da educação", disse.

Para Vincent Defourny, é importante que os governos se comprometam com medidas concretas.

O fórum, apoiado pelo Centro das Nações Unidas para Assentamento Humano, UN-Habitat, e pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, reúne cerca de 3,5 mil pessoas.

Representantes de mais de 30 países debatem, na capital gaúcha, o futuro das cidades do século 21.

*Apresentação: Helder Gomes