ONU continuará seu mandato no Kosovo, diz Rücker

ONU continuará seu mandato no Kosovo, diz Rücker

Joachim Rücker (foto) disse que a Unmik continuará a trabalhar conforme a resolução 1244 do Conselho de Segurança.

Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

O representante especial do Secretário-Geral para o Kosovo, Joachim Rücker, reiterou nesta quinta-feira que a Missão das Nações Unidas para a Administração Interina do território, Unmik, continuará a considerar a resolução 1244 como o quadro legal do seu mandato.

A resolução aprovada em 1999, no fim do conflito entre tropas sérvias e rebeldes albaneses-kosovares concedeu ao Kosovo uma autonomia substancial.

O documento também prevê o desenvolvimento de um processo político encaminhado a determinar o futuro do território.

Kosovo, com uma população de cerca de 2 milhões de habitantes, dos quais 10% são sérvios, é administrado pelas Nações Unidas desde 1999.

Manifestações

Rücker falou à Rádio ONU, de Pristina, após manifestações contra a proclamação unilateral de independência pelo Parlamento kosovar.

Ele disse que a Unmik poderá se adaptar à nova situação mas sempre no quadro da resolução da ONU.

Diálogo

Rücker destacou a necessidade de se manter um diálogo entre as partes.

O representante do Secretário-Geral afirmou que é importante que os sérvios-kosovares sejam considerados parte do futuro do Kosovo e defendeu a construção de uma sociedade democrática e multi-étnica no território.

Na quarta-feira, a Unmik, fechou dois postos fronteiriços, ao norte da região, após ataques que teriam sido cometidos por sérvios-kosovares.