Proteção de crianças na Jamaica

27 fevereiro 2008

O especialista independente das Nações Unidas sobre violência contra crianças, Paulo Sérgio Pinheiro (foto) discursou no Parlamento do país.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

O especialista independente da ONU sobre violência contra crianças, Paulo Sérgio Pinheiro, pediu aos parlamentares da Jamaica maior esforço no combate à violência contra menores.

Pinheiro discursou, na terça-feira, no Parlamento do país a convite dos deputados.

Segundo um estudo das Nações Unidas, dirigido por Paulo Sérgio Pinheiro e divulgado em 2006, cerca de 32% das violações sexuais registradas no país tiveram como alvo meninas menores de 16 anos.

O especialista disse à Rádio ONU, de Nova York, que esses números são inquietantes mas que a Jamaica não é um caso isolado.

Medidas

"Há problemas grandes, por exemplo, a falta de informação mais detalhada sobre violência sexual nas casas. Mas o tipo de violência que acontece com as crianças na Jamaica acontece em todo o Caribe. O castigo corporal nas casas, nas famílias, muita violência sexual contra os meninos", disse.

Pinheiro elogiou as medidas que vêm sendo adotadas pelo governo da ilha caribenha e disse que a Jamaica pode ser um exemplo para a região.

"Sendo a Jamaica um país de grande expressão no Caribe, o que acontecer na Jamaica pode certamente significar um exemplo para a região. Então isso é muito importante", disse.

O discurso fez parte da campanha “O Mês da Paz”, promovido pela Aliança de Prevenção da Violência. A campanha termina em 4 de março.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud