Polícia prende 5 acusados de atentados no Timor-Leste

29 fevereiro 2008

Segundo a Unmit, cinco pessoas alegadamente envolvidas nos atentados contra o presidente José Ramos-Horta, foram entregues à Unpol.

Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão Integrada das Nações Unidas no Timor-Leste, Unmit, informou que cinco pessoas acusadas de envolvimento nos atentados contra o presidente e o primeiro-ministro foram presas no país.

Os ataques, em 11 de Fevereiro, deixaram gravemente ferido o presidente José Ramos-Horta, que continua internado num hospital da Austrália.

A informação é da porta-voz do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, Michele Montas.

Julgamento

Montas disse que a Unmit elogiou a detenção dos suspeitos que foram ouvidos no tribunal distrital de Díli, capital do Timor.

A porta-voz informou ainda que o tribunal ordenou que os cinco suspeitos fossem entregues à Unpol, a Polícia da ONU no Timor, para serem apresentados a outras audiências.

Para o representante do Secretário-Geral da ONU para o Timor-Leste, Atul Khare, a decisão demonstra o compromisso das autoridades timorenses em reforçar o estado de direito.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud