Higiene é melhor prevenção à Sarm, diz Opas (Português para o Brasil)

Higiene é melhor prevenção à Sarm, diz Opas (Português para o Brasil)

Especialista da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas/OMS, diz que variante da bactéria pode levar à morte.

Segundo a rede britânica BBC, a bactéria “staphylococus aureus” foi detectada duas vezes na Grã-Bretanha.

Lesões Cutâneas

A nova forma do USA300 é mais agressiva que a variante anterior, resistente a antibióticos e outros medicamentos.

Libel contou à Rádio ONU, de Washington, como a contaminação ocorre.

“É uma bactéria, usualmente, encontrada nas narinas, na pele, e nos últimos anos tem surgido resistência aos antibióticos utilizados usualmente para tratar. A contaminação é através de lesões na pele”, explicou

Toalhas

Libel também diz que no ambiente hospitalar a bactéria torna-se mais agressiva com riscos sérios de complicações e morte.

Para o especialista da Opas, é preciso tomar vários cuidados de higiene pessoal.

“Temos que manter medidas de higiene na nossa vida habitual, em especial quando estamos em contato com pessoas em ambientes coletivos. Não podemos pedir, só individualmente, que as pessoas assumam essas responsabilidades, mas também, nesses ambientes coletivos. É preciso que a instituição estabeleça níveis de higiene para manter o risco diminuído, disponibilidade de sabão, toalha, higienização de ambientes etc”, afirmou.

A Sarm pode se manifestar pela apresentação de necrose dos tecidos, além de atingir órgãos como pulmão e o coração, uma vez que o agente esteja na corrente sangüínea.