Ban pede calma a israelenses e palestinos

Ban pede calma a israelenses e palestinos

Secretário-Geral apelou ao fim imediato de ataques contra alvos no Sul de Israel e na Faixa da Gaza.

Daniela Kresch, de Tel Aviv para a Rádio ONU

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que está profundamente preocupado com a escalada da violência em Israel e nos territórios palestinos.

Numa nota divulgada por um porta-voz, Ban descreveu as mortes de civis nos choques como um intenso derramamento de sangue e pediu calma aos dois lados.

Foguetes

O Secretário-Geral da ONU apelou ao fim imediato dos ataques palestinos com foguetes contra alvos israelenses e a máxima contenção das Forças de Defesa de Israel.

A situação na Faixa de Gaza e no Sul de Israel piorou na terça-feira quando operações militares israelenses deixaram cerca de 20 mortos em Gaza, a maioria militantes palestinos envolvidos no lançamento diário de foguetes contra Israel.

Entre os mortos estava o filho de um dos fundadores do grupo islâmico Hamas, Mahmud A-Zahar.

Ajuda

Em resposta, o Hamas intensificou os ataques, lançando mais de 100 foguetes contra o Sul de Israel.

Um atirador do Hamas também matou um cidadão do Equador que trabalhava como voluntário numa cooperativa agrícola israelense na fronteira com Gaza.

Nesta sexta-feira, Israel fechou temporariamente todas as fronteiras com Gaza.

As agências de assistência da ONU afirmam que não conseguem entregar ajuda humanitária para 1,5 milhão de moradores da região”.

Segundo as Nações Unidas, cerca de 65% dos moradores da Faixa de Gaza estão dependendo de ajuda para sobreviver.