Conselho de Segurança analisa Iraque
BR

21 janeiro 2008

Reunião contou com representante da ONU no país, Staffan de Mistura; relatório de Ban Ki-moon diz que minorias étnicas e mulheres continuam alvo da violência.

O representante especial do Secretário-Geral, Staffan de Mistura, afirmou que a ONU continuará cooperando com líderes iraquianos para ajudar na construção do diálogo no país.

O debate no Conselho de Segurança analisou o relatório do Secretário-Geral, Ban Ki-moon, publicado na semana passada.

Minorias

Segundo Ban, apesar de uma diminuição no número de ataques no Iraque, a insegurança no país permanece afetando gravemente os trabalhos da missão da ONU, Unami.

Ban lembrou que ataques indiscrimados estão sendo praticados contra profissionais como por exemplo, jornalistas, médicos, advogados e minorias étnicas e mulheres.

Ele informou que o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas, PMA, trabalhará com o governo iraquiano para ajudar 750 mil pessoas, que ficaram deslocadas nos últimos 12 meses.

Postos de Saúde

A ONU também enviou uma equipe a Basra, no sul do Iraque, e deve aumentar sua presença em Irbil, na região do Curdistão, no norte, para socorrer desabrigados, realizar campanhas de imunização contra poliomielite e estabelecer redes de eletricidade e postos de saúde.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud