Guiné-Bissau recebe missão da Comissão de Consolidação da Paz (Português para a África)

Guiné-Bissau recebe missão da Comissão de Consolidação da Paz (Português para a África)

Embaixadora do Brasil nas Nações Unidas, Maria Luiza Viotti (foto) encabeça a delegação.

Viotti que chegou nesta terça-feira à Bissau, capital do país, é a presidente do Comité Específico da CCP para a ex-colónia portuguesa do oeste de África.

A participação da Guiné-Bissau no grupo especializado em nações pós-conflito, foi aprovada pelo Conselho de Segurança em Dezembro.

O encarregado de informação do Gabinete das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, Onugbis, Vladimir Monteiro, falou à Rádio ONU de Bissau, sobre os objectivos da visita iniciada nesta terça-feira.

"Efectuar o contacto com a pasta nacional guineense, mas também com os parceiros internacionais. Discutir o plano estratégico de consolidação de paz a ser implementado, bem como definir os prazos para a sua implementação. E finalmente a criação de um comité de pilotagem que ficará encarregue do acompanhamento dos projectos", disse.

Benefícios

Monteiro falou ainda dos benefícios da entrada da Guiné-Bissau para a Comissão de Consolidação da Paz.

"De certeza que esses projectos contemplarão a reforma do sector de segurança, o combate ao tráfico de droga e o reforço do sistema judicial. Haverá também projectos com um impacto imediato. Além disso, a colocação da Guiné nessa agenda permitirá centrar a atenção da comunidade internacional no país e nos desenvolvimentos que ali ocorrem", disse.

A Comissão de Consolidação da Paz é um órgão intergovernamental de aconselhamento criado pela Assembleia-Geral e pelo Conselho de Segurança.

A visita iniciada deve terminar na sexta-feira.