OIT prevê aumento de 6% no desemprego mundial

OIT prevê aumento de 6% no desemprego mundial

Relatório da agência da ONU diz que crise nos mercados e alta no preço dos combustíveis seriam principais causas.

O documento “Tendências Mundiais de Emprego” divulgado nesta quinta-feira, em Genebra, na Suíça, revela que a taxa de desemprego pode subir 6,1%.

Segundo a OIT, a crise nos mercados de crédito e o alto preço dos combustíveis são as principais causas.

Contrastes

Para o director-geral da OIT, Juan Somavia, o mercado de trabalho mundial está marcado por contrastes e incertezas.

A assessora do director do Escritório da OIT em Portugal, Ana Santos, disse à Rádio ONU, de Lisboa, que o crescimento económico registado em 2007 não se traduziu na redução do desemprego.

"O crescimento da economia mundial em 2007 criou 45 milhões de novos empregos, mas não teve um grande impacto sobre o desemprego. Apesar deste crescimento real da economia e do emprego, o défice mundial de empregos dignos, em especial para os mais pobres, continua massivo. Outra conclusão que se pode tirar deste relatório é que o sector dos serviços continuou a crescer em 2007, ultrapassando já o sector da agricultura como principal fonte de empregos", disse.

Segundo o relatório da OIT, mais de metade dos trabalhadores em África ainda não ganham o suficiente para superar o nível das pessoas que vivem com cerca de US$1 dólar por dia.