Conselho de Segurança debate Quênia
BR

30 janeiro 2008

Mais de 800 pessoas já morreram desde o resultado das eleições presidenciais em dezembro.

O anúncio foi feito pela porta-voz de Ban Ki-moon, Marie Okabe, durante entrevista a jornalistas na sede da ONU.

Mediação

Okabe afirmou que o subsecretário-Geral do Departamento de Assuntos Políticos, Lynn Pascoe, deve fazer um relato aos 15 países-membros do conselho.

Desde o final de dezembro, mais de 800 pessoas já morreram em confrontos entre simpatizantes e opositores do governo do presidente Mwai Kibaki.

A polícia queniana tem reagido aos confrontos, que se concentram na maioria, no Vale do Rift, no oeste do país.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu calma à população e a volta do diálogo.

Cimeira

O ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, está no Quênia intermediando as conversações entre o líder da oposição Raila Odinga, derrotado nas eleições de dezembro, e o presidente Mwai Kibaki.

Nesta quarta-feira, Ban Ki-moon, chegou a Addis Abeba, na Etiópia para participar da 10ª Cimeira da União Africana.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud