FAO preocupada com efeitos de nevasca na China

FAO preocupada com efeitos de nevasca na China

Director de Projectos da agência, Roberto Mercado, afirma que pode haver escassez de alimentos se mau tempo continuar.

Segundo o governo chinês, a tempestade de neve, no sul e centro do país, é a pior das últimas décadas.

Economia

O chefe do programa mundial de projectos da FAO, Roberto Mercado, disse à Rádio ONU, de Roma, que a agência está acompanhando a situação na China.

“É mais uma questão de querer colaborar com as autoridades chinesas num planeamento, para que situações como essa não aconteçam a curto prazo. Não se pode dizer que a China seja um país deficitário de recursos, nem humanos, nem tecnológicos e muito menos financeiros”, disse.

De acordo com agências de notícias, pelo menos três homens morreram com a baixa temperatura. Milhões de chineses foram afectados pela mau tempo quando viajavam para comemorar o Ano-Novo no calendário do país.

A nevasca começou em 10 de Janeiro e já afectou 80 milhões de pessoas em 14 províncias.