PMA retoma operações de ajuda alimentar em Mogadíscio (Português para África)

3 dezembro 2007

A agência afirma que a insegurança em Mogadíscio está causando problemas de abastecimento dos mercados.

Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Alimentar Mundial, PMA, anunciou nesta segunda-feira o reinício das operações de ajuda alimentar que deverão beneficiar cerca de 50 mil pessoas em Mogadíscio, capital da Somália.

Segundo o PMA, o programa foi iniciado em 25 de Novembro, em 10 distritos.

A operação está sendo realizada em colaboração com a organização não-governamental somalí, Saacid.

Em conversa com jornalistas, o director do PMA para a Somália, Peter Goossens, informou que a distribuição de alimentos tinha sido suspensa após rebeldes terem assaltado instalações da agência, em Junho, e roubado rações de comida.

Goossens afirma que a insegurança em Mogadíscio está causando problemas de abastecimento dos mercados, com consequente aumento da inflação.

Ele disse que o país enfrenta graves problemas de desemprego, escassez de instalações médicas.

O PMA continua a apoiar mais de 600 mil deslocados internos que deixaram suas casas em Mogadíscio devido a violência.

A Somália vive confrontos desde 1991 após o presidente Muhammad Siad Barre deixar o governo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud