Ataque à rádio no Sri Lanka mata 10
BR

3 dezembro 2007

Emissora dirigida por rebeldes, Tigres do Tâmil, perdeu cinco funcionários no bombardeio.

Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

O diretor-geral da Unesco, Koïchiro Matsuura (foto), condenou nesta segunda-feira o ataque a uma rádio no Sri Lanka.

Mais de 10 pessoas morreram. Cinco eram empregados da rádio “Voz dos Tigres”.

O bombardeio foi realizado pela Força Aérea do Sri Lanka, na semana passada, em Kilinochchi, no norte do país.

A emissora é dirigida pelo grupo rebelde Tigres de Libertação do Tâmil Eelan, que luta por separatismo desde a década de 1970.

Sem Justificativa

Segundo Matsuura qualquer que seja a mensagem transmitida pela rádio, não pode haver justificativa para o ataque.

O diretor-geral da Unesco disse ainda que o bombardeio à Voz dos Tigres é um desrespeito à Convenção de Genebra que exige que militares tratem funcionários de mídia como civis.

Koïchiro Matsuura afirmou que a morte de funcionários da mídia não ajuda a reconciliação, e apelou às autoridades que assegurem a liberdade de expressão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud