Banco Mundial quer plano global contra tuberculose

Banco Mundial quer plano global contra tuberculose

Relatório sugere que investimento em prevenção sai mais barato que planos de tratamento.

Mônica Valéria Grayley & Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório do Banco Mundial sugere que um plano global de combate a tuberculose pode ser uma saída barata contra a doença.

Segundo o documento, apesar dos esforços contra a tuberculose, em 2005 surgiram quase 9 milhões de novos casos.

E cerca de 1,6 milhão de pessoas morreram por causa da doença.

O Banco Mundial acredita que, se os países mais atingidos pela enfermidade, decidirem adoptar um plano global de combate, os investimentos para evitar a tuberculose poderiam ser 9 vezes maiores para as nações africanas.

Grandes Perdas

Entre os 22 países com os maiores índices de tuberculose estão Brasil, China, Moçambique, Rússia e África do Sul.

O enviado especial da ONU para o Combate à Tuberculose, Jorge Sampaio, afirmou que os benefícios económicos na luta contra a doença são infinitamente maiores que os custos.

O relatório também revela que o facto de a doença matar adultos em idade economicamente activa gera grandes perdas não só às famílias, mas às economias do mundo.