Migrações

28 dezembro 2007

Jorge Soares, Eduardo Costa & Helder Gomes, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu ao mundo que veja os migrantes como um benefício e não como um fardo para as sociedades.

Ban Ki-moon divulgou uma mensagem em 18 de Dezembro para marcar o Dia Internacional dos Migrantes.

De acordo com as Nações Unidas, no mundo há 191 milhões de migrantes. Muitos deles vivem tragédias nos países de destino ou morrem nas travessias por terra ou por mar em busca de uma vida melhor.

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que somente em Dezembro mais de 300 migrantes podem ter morrido afogados durante travessias de barco para a Europa ou para o Iémen.

Rádio ONU falou com William Spindler, porta-voz do Acnur, e com Mônica Goracci, chefe da missão da Organização Internacional para Migrações, OIM, em Portugal.

"Esta situação ilustra esta tragédia humanitária de quase todos os dias, os incidentes que acontecem nos mares do mundo. Pessoas que buscam a protecção, que fogem de situações de violência, de guerra e também outras pessoas que buscam melhor situação económica tomam estas decisões, estas viagens", disse.

Políticas

A chefe da OIM em Portugal Mônica Goracci defende uma abordagem abrangente sobre as migrações.

“Estamos apresentando um mapa de boas práticas sobre integração e acolhimento, que realmente indica a vontade da população de trabalhar para que isto seja possível. Numa altura em que há o drama da imigração irregular que chega por mar e toda uma mudança e uma pressão dos fluxos migratórios, achamos que é muito importante”, disse.

Reportagens e Destaques

Apresentação: Jorge Soares

Reportagem: Helder Gomes e Eduardo Costa

Direção Técnica: Michael Gomez

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud