O primeiro ano de Ban Ki-moon

31 dezembro 2007

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York

O Secretário-Geral, Ban Ki-moon, completa neste 31 de dezembro o primeiro ano de mandato à frente das Nações Unidas. Nascido no dia 13 de junho de 1944, na Coréia do Sul, ele é o 8° Secretário-Geral na história da ONU.

Após ser escolhido, Ban estabeleceu quatro metas principais para os próximos anos: reforma da ONU, paz e segurança, desenvolvimento social e direitos humanos e a luta contra o aquecimento global.

Ban disse que gostaria de enviar uma forte mensagem à comunidade internacional sobre as mudanças climáticas. A sua mensagem é que o mundo precisa agir agora.

A reforma da ONU

Um dos grandes desafios é tornar a ONU mais eficiente, comunicativa e transparente. Segundo Ban, "é preciso recriar a organização para que ela esteja à altura das expectativas do mundo e das crescentes exigências que são impostas".

image

Neste aspecto, o Secretário-Geral destaca que as Nações Unidas precisam avançar de forma mais rápida e eficaz para enfrentar os problemas mundiais. Segundo Ban, somente com os mais altos padrões de ética, integridade e responsabilidade, a ONU terá condições de prestar contas a todos os países-membros e ao público mundial.

Paz e segurança

O Secretário-Geral defende a necessidade da ONU ter um papel mais atuante na prevenção de conflitos e na construção e consolidação da paz.

Neste primeiro ano, Ban Ki-moon visitou algumas missões das Nações Unidas, incluindo a Minustah, no Haiti. O compromisso de desenvolver conversações de paz na África e Oriente Médio também foi mantido. A ONU ampliou seu papel no Iraque e respondeu com eficiência durante as crises humanitárias no Congo, em Bangladesh, nos territórios palestinos e no Sudão.

Ao visitar as vítimas do conflito em Darfur, Ban Ki-moon declarou seu apoio ao processo de paz.

Ele disse que quer criar uma base de paz duradoura e segura. Seu objetivo é consolidar os progressos que a organização fez até agora.

Ban afirmou que foi a Darfur para levar uma mensagem de esperança, de paz e de segurança.

image

Objetivos do Milênio e Direitos Humanos

O Secretário-Geral tem como plataforma o respeito aos direitos humanos e a busca do desenvolvimento social. A implementação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio faz parte de uma grande campanha destinada a acabar com a pobreza no planeta. Ban Ki-moon tem defendido que o progresso econômico e social dos mais pobres deveria ser considerado como um direito humano. Entre as iniciativas do Secretário-Geral, neste primeiro ano de mandato, estão a nomeação de um conselho para a prevenção do genocídio e de atrocidades e uma campanha de conscientização dos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Aquecimento Global

image

A Conferência sobre Mudança Climática, realizada em Bali, na Indonésia, deu início a um roteiro de negociações para a elaboração de um acordo referente ao aquecimento global. O novo pacto irá substituir o Protocolo de Kyoto, que expira em 2012. Ban Ki-moon considera a luta contra o aquecimento global como a grande prioridade. Ele salienta que as Nações Unidas devem chamar a atenção do mundo para um tema que define o nosso tempo. Em setembro, mais de 80 chefes de estado participaram do encontro de alto nível da ONU sobre alterações climáticas, realizado na sede das Nações Unidas em Nova York.

O Secretário-Geral tem alertado sobre a importância de serem tomadas medidas imediatas para conter o aquecimento global.

Ele disse que a humanidade está destinada a compartilhar a custódia do planeta Terra. Ban afirmou que seguramos o futuro em nossas mãos. Juntos devemos garantir que os nossos netos não terão que perguntar porque falhamos em fazer a coisa certa e os deixamos sofrer as conseqüências.

Reportagens e Destaques

Apresentação: Marco Alfaro

Produção: Eduardo Costa, Helder Gomes e Jorge Soares

Direção Técnica: Michael Gomez

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud