Minustah ajuda vítimas do furacão Noel no Haiti

Minustah ajuda vítimas do furacão Noel no Haiti

A Missão de Estabilização da ONU no Haiti, Minustah, informou que as cheias causadas pelo furacão Noël mataram pelo menos 18 pessoas e deixaram 14 feridas, na ilha caribenha.

Os capacetes-azuis da Minustah montaram uma operação de ajuda humanitária para evacuar os afectados e distribuir alimentos e medicamentos.

O coronel brasileiro da Minustah, Carlos Jorge da Costa, disse à Rádio ONU, de Porto Príncipe, que a missão ajudou a evacuar cerca de 3 mil pessoas.

"O foco principal da nossa operação foi mais ao norte de Cité Soleil, na região de La Fonteinne e Repatrie, onde realmente o rio subiu muito rápido. A corrente estava muito forte e elas não tinham como sair do local. Nós entregamos botes da companhia de engenharia do exércio brasileiro para a retirada destas pessoas e retiramos, nestas 2 regiões, cerca de 3 mil pessoas", disse.

Da Costa disse que na área onde o batalhão brasileiro actuou, em Cité Soleil, não há registo de mortes.

O coronel revelou ainda que 2 mil e 500 pessoas permanecem nos centros de deslocados.

Ele disse que essas pessoas estão a receber ajuda das autoridades governamentais do Haiti, da Minustah e da Cruz Vermelha Internacional.

De acordo com o oficial da Minustah, o nível das águas baixou, nesta quinta-feira, o que permitirá o regresso dos evacuados às suas casas.