Acnur diz que retorno de refugiados afegãos mais que duplicou em 2007

Acnur diz que retorno de refugiados afegãos mais que duplicou em 2007

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, revelou que mais de 356 mil refugiados afegãos que viviam no Paquistão, retornaram ao país de origem.

Leia o boletim do repórter da Rádio ONU, Helder Gomes.

"O Acnur informou que a agência investiu cerca de US$ 1 milhão em programas de saneamento, água potável e conserto de casas, para abrigar os repatriados.

Além disso, cada refugiado irá receber uma ajuda de US$ 100.

O Acnur afirma que a maior parte deles vai necessitar do apoio do governo para alojamento, emprego e educação.

De acordo com as Nações Unidas, desde 2002, mais de 4 milhões de refugiados afegãos regressaram às suas casas com o apoio do Acnur. A maior parte deles vivia no Paquistão e no Irão.

Segundo a agência da ONU, outros 3 milhões continuam fora do país."

Ainda nesta sexta-feira, a Organização Internacional para Migrações, registrou o aumento de casos de exploração sexual entre os deslocados internos no norte do Iraque.

A OIM diz ainda que o crescimento da tensão no norte do Iraque, sobretudo na cidade de Irbil está afectando sobretudo os deslocados internos.