Surto de gafanhotos afecta norte do Sudão, diz FAO

13 novembro 2007

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, alertou, nesta terça-feira, para um novo surto de gafanhotos do deserto, no norte do Sudão.

Por Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

Segundo a FAO o problema pode se estender a outros países das margens do Mar Negro, entre eles Arábia Saudita, Iémen e Etiópia.

Os gafanhotos estão a atacar a zona costeira de Tokar Delta que é a mais produtiva do país.

A FAO informou que medidas estão a ser tomadas para controlar o surto que teria começado em Outubro. O governo do Sudão mobilizou recursos aéreos e terrestres e já controlou uma área de 11 mil hectares.

O governo do Japão já concedeu ao Sudão $2 milhões de dólares para ajudar a prevenir e a controlar surtos de gafanhotos.

De acordo com a FAO, um pequeno enxame de gafanhotos pode comer num dia o que 2,5 mil pessoas consumiriam no mesmo período.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud