OMS pede mais prevenção contra gripe aviária
BR

29 novembro 2007

Coordenador-sênior do sistema da ONU, David Nabarro, alertou para possível mutação do vírus H5N1.

Mônica Valéria Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O coordenador-sênior do Sistema das Nações Unidas sobre Gripe Aviária, David Nabarro, disse nesta quinta-feira que a luta contra a doença tem conseguido avanços.

Nabarro falou a jornalistas em Nova York, uma semana antes da Conferência Ministerial sobre Gripe Aviária, em Nova Délhi, na Índia.

Segundo ele, muitos países precisam se prepapar para a possibilidade de uma pandemia, que pode resultar da mutação do vírus H5N1, que causa a gripe.

O especialista da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, Juan Lubroth, disse à Rádio ONU, de Roma, que apesar de não ter a doença, a América Latina deve continuar a vigilância.

“A América Latina ainda não tem nenhum caso de H5N1, mas tem projetos da FAO que melhoraram muito a vigilância e a preparação para qualquer emergência. É preciso fortalecer os laboratórios para diagnósticos e fortalecer os setores público e privado”, recomenda.

A gripe aviária já matou pelo menos 206 pessoas, a maioria na Ásia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud