ONU pede urgência no combate ao narcotráfico em Guiné-Bissau

ONU pede urgência no combate ao narcotráfico em Guiné-Bissau

O Conselho de Segurança das Nações Unidas adoptou uma declaração, por unanimidade, afirmando que o tráfico de drogas na Guiné-Bissau representa um perigo à consolidação da democracia no país.

O Conselho de Segurança pediu ao sistema das Nações Unidas que adoptem medidas urgentes para ajudar o governo guineense a combater o problema do narcotráfico.

O encarregado de informação do Escritório das Nações Unidas na Guiné-Bissau, Vladimir Monteiro, falou à Rádio ONU, de Bissau, sobre algumas medidas do governo contra o tráfico.

"O governo está a preparar um plano de emergência de combate ao narcotráfico, porque à semelhança das Nações Unidas, as autoridades guineenses reconhecem que o narcotráfico representa um perigo para a instabilidade do país. As conquistas conseguidas até agora podem ir por água abaixo caso se verifique o aumento desse crime", explicou.

Monteiro disse ainda que o Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime, Unodc, está ajudando a Guiné.

"As Nações Unidas procuram dar a sua contribuição e neste âmbito um membro do escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime, Unodc, vai ser deslocado e deve permanecer em Bissau para assessorar as autoridades em matéria de combate ao narcotráfico", disse.

Em Dezembro, Lisboa, capital de Portugal, deve abrigar uma conferência internacional para debater a questão do narcotráfico na Guiné-Bissau.