Centenas de migrantes são mortos em alto-mar no Golfo do Áden
BR

23 outubro 2007

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que centenas de migrantes estão sendo mortos durante travessias de barco da Somália para o Iêmen.

Leia o boletim do repórter da Rádio ONU, Eduardo Costa.

“Segundo o Acnur, a maioria dos migrantes era de origens somali ou etíope. Os dois barcos, comandados por traficantes de seres humanos, deixaram a cidade de Boosaaso, no litoral da Somália, com 244 pessoas a bordo.

Testemunhas dizem que ao chegar ao Iêmen, muitos passageiros teriam sido obrigados a pular das embarcações em alto-mar, e dezenas morreram afogados.

O Acnur informou que 28 migrantes foram enterrados na praia. Somente neste ano, cerca de 440 pessoas morreram fazendo a mesma travessia. Cerca de 500 continuam desaparecidas”.

Testemunhas contaram ao Acnur que a tripulação de uma das embarcações teria batido violentamente nos passageiros, e que muitos ficaram feridos.

Em 2006, cerca de 26 mil pessoas chegaram ao Iêmen após atravessar o Goldo do Áden, no leste da África.

O Acnur afirma que apesar de todos os perigos, o número de migrantes continua aumentando.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud