Integração regional favorece os países em desenvolvimento, diz Unctad

Integração regional favorece os países em desenvolvimento, diz Unctad

Um relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, afirma que a integração regional constitui um dos factores mais positivos para o progresso dos países em desenvolvimento.~

Segundo a Unctad, é mais fácil organizar sistemas de cooperação entre países vizinhos, ou que compartilharem características semelhantes como clima, cultura e idioma.

A chefe do Programa de Indústrias e Economia Criativa da Unctad, Edna dos Santos, falou à Rádio ONU, de Genebra, sobre o papel da cooperação Sul-Sul.

"Eu acho que é uma perspectiva extremamente promissora. Fazem anos que a Unctad vem trabalhando e tentando sensibilizar os governos dos países em desenvolvimento do grande potencial que existe no chamado comércio sul-sul, que foi rebaptizado pelo presidente Lula como a nova geografia do comércio", disse.

Edna dos Santos destaca o desenvolvimento económico dos países asiáticos, entre eles China e Índia.

"A participação dos países em desenvolvimento no comércio internacional tem aumentado de forma vertiginosa nos últimos anos. Isso se deve a várias razões, principalmente a questão da emergência da China e da Índia, mas principalmente da China, como uma grande potência económica. O crescimento da China proporcionou uma grande demanda a nível de todos os produtos, principalmente commodities, que são as grandes exportações dos países em desenvolvimento", explicou.

O documento da Unctad revela que na América Latina, o comércio regional representa cerca de 30% do total, enquanto na África, as trocas comerciais entre os países do próprio continente representam apenas 10%.