Analfabetismo atinge cerca de 774 milhões de pessoas, diz Unesco

Analfabetismo atinge cerca de 774 milhões de pessoas, diz Unesco

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, afirma que cerca de 774 milhões de adultos carecem de habilidaddes mínimas de alfabetização.

Leia o boletim do repórter da Rádio ONU, Helder Gomes.

“Segundo o director-geral da Unesco, Koichiro Matsuura, apesar de muitos esforços, a alfabetização para todos continua uma meta difícil de alcançar, considerando que 2007 é o ponto intermediário da Década das Nações Unidas para a Alfabetização que ocorre entre 2003 e 2012.

Ele recorda que no mundo existem 72 milhões de crianças que estão fora da escola.

Para marcar o dia, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, emitiu uma declaração onde sublinha a estreita relação entre a alfabetização e a melhoria das condições de saúde em nível mundial.

Ban Ki-moon lembrou que as crianças criadas por pais alfabetizados têm maiores probabilidades de crescer saudáveis e de ter acesso à educação.

O Secretário-Geral considera que o aumento da alfabetização poderá contribuir ainda para melhorar a saúde materno-infantil, e ajudar a combater doenças como o HIV/Sida e malária”.

A educação primária universal é uma das metas dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio das Nações Unidas até 2015.