Ban quer uma ONU com menos retórica e mais resultados concretos

Ban quer uma ONU com menos retórica e mais resultados concretos

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon (foto), afirmou nesta terça-feira na abertura da 62ª sessão da Assembleia Geral que a organização precisa ser mais forte e eficiente para enfrentar os desafios do mundo actual.

Ele acrescentou que para alcançar seus objectivos, a ONU terá que agir com rapidez e flexibilidade, prestando menos atenção à retórica e colocando mais empenho na obtenção de resultados concretos.

O Secretário-Geral defendeu uma mudança na estrutura interna da ONU e medidas para implementar as reformas administrativas já aprovadas.

Ele destacou a reorganização do Departamento de Manutenção das Operações de Paz, que conta com mais de 100 mil pessoas em 18 missões no mundo.

Ao citar o conflito na província de Darfur, no Sudão, Ban Ki-moon afirmou que pediu ao governo sudanês que cumpra a promessa de um cessar-fogo e inicie conversações de paz.

Ban Ki-moon também lembrou da paz no Médio Oriente como um factor vital para a estabilidade na região e no mundo.

Ele voltou a defender o fim da violência e a criação de um Estado palestino vivendo, lado a lado, e pacificamente com Israel.