George W. Bush anuncia sanções económicas a Mianmar

George W. Bush anuncia sanções económicas a Mianmar

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush (foto,esq.), disse nesta terça-feira, que seu país irá impor sanções a Mianmar, a antiga Birmânia.

O presidente americano disse que as sanções serão impostas aos líderes do governo de Mianmar, para além da renovação da proibição de concessão de vistos.

O governo de Mianmar, no sudeste da Ásia, está enfrentando uma onda de protestos pacíficos.

Mais de 100 mil monges budistas estão nas ruas do país para pedir democracia.

Mianmar é comandado por uma junta militar, e mantém em prisão domiciliar a líder da oposição e Prémio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi.

Bush citou ainda outros países, que segundo ele precisam mudar seus regimes como por exemplo, Zimbabué, Sudão e a província de Darfur e Cuba.

Bush disse que os cubanos estão preparados para a liberdade, e pediu à ONU que com o término da transição em Cuba, as Nações Unidas insistam para que o país garanta a liberdade de expressão, direito à reunião e promova eleições livres.