Eliasson diz que acordo de rebeldes no Sudão é passo importante
BR

6 agosto 2007

O enviado especial da ONU para o Sudão, Jan Eliasson (foto), afirmou que a decisão anunciada por grupos rebeldes, que atuam na província de Darfur, de manter conversações com o governo sudanês é um importante passo adiante. Os grupos decidiram se reunir com o governo entre dois a três meses. O anúncio foi feito após a 3ª Conferência Internacional sobre Darfur, em Arusha, na Tanzânia. A reunião foi patrocinada pelas Nações Unidas e pela União Africana.

Em conversa com jornalistas, o representante da União Africana, Salim Ahmed Salim, também mostrou-se optimista com os resultados da 3ª Conferência Internacional sobre Darfur.

Ele disse que os rebeldes elaboraram uma plataforma comum que inclui partilha do poder e de riquezas, segurança e questões humanitárias.

Neste encontro participaram grupos de milícias que não se uniram ao acordo assinado, em maio de 2006, entre o governo do Sudão e o principal grupo rebelde, o chamado Movimento de Libertação do Sudão, MLS. O documento foi firmado em Abuja, capital da Nigéria.

A reunião de Arusha acontece poucos dias após o Conselho de Segurança ter aprovado a Resolução 1769 que autoriza o envio para Darfur de uma força mista de paz de 26 mil homens, com tropas da ONU e da União Africana.

Segundo as Nações Unidas, desde 2003, o conflito em Darfur já provocou mais de 200 mil mortos e obrigou 2 milhões a deixar suas casas”.

Ainda nesta segunda-feira, a relatora especial do Conselho dos Direitos Humanos para o Sudão, Sima Samar, pediu o fim de casos de violações dos direitos humanos no país que, segundo ela, incluiriam torturas, abusos sexuais e extorsão.

Samar disse que o relatório da sua última missão feita ao Sudão, entre 25 de julho a 2 de agosto, será apresentado na próxima sessão do Conselho dos Direitos Humanos, em setembro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud