OMS alerta sobre risco de epidemias após cheias no sul da Ásia

OMS alerta sobre risco de epidemias após cheias no sul da Ásia

A Organização Mundial da Saúde, OMS, fez um alerta sobre os riscos de doenças contagiosas nas áreas afectadas pelas enchentes no sul da Ásia.

Segundo a OMS, a maior preocupação se refere a doenças geradas pela contaminação da água e a picadas de cobras. A informação é da porta-voz do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, Veronique Taveau.

Taveau disse que mais de 20 milhões de pessoas, 40% delas crianças, foram afectadas pelas cheias na Índia, em Bangladesh e no Nepal.

O Unicef iniciou campanhas de vacinação para conter os casos de doenças.

Leia o boletim da repórter da Rádio ONU, Letícia Camargo.

“A OMS informou que o maior problema é o acesso à água limpa e saneamento básico. Segundo a agência da ONU, o monitoramento precoce de epidemias é extremamente necessário.

A agência está estocando remédios contra disenteria, cólera e doenças de pele.

Outro problema é a distribuição de água a áreas remotas.

As cheias no sul da Ásia e a onda de calor na Europa marcam, segundo a Organização Mundial de Meteorologia, uma série de eventos climáticos extremos”.

Segundo a OMM, as chuvas na região devem continuar por pelo menos mais 48 horas.