PMA diz que recuperação no sul da Ásia dever ser longa após cheias
BR

9 agosto 2007

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, informou que a recuperação das áreas afetadas pelas cheias, no sul da Ásia, deverá ser longa.

Leia o boletim da repórter da Rádio ONU, Letícia Camargo.

“De acordo com o PMA, as cheias levaram a graves perdas nas colheitas e em rebanhos nos três países afetados.

A agência da ONU informou que está pronta para começar a distribuir alimentos às vítimas, caso receba o pedido por parte dos governos.

Até o momento, segundo o PMA, somente o Nepal solicitou ajuda de emergência à comunidade internacional. Na semana passada, O PMA lançou um apelo de US$ 1,5 milhão para atender cerca de 60 mil pessoas nos próximos três meses no país.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, está preocupada com o risco de epidemias de cólera e outras doenças contagiosas nas áreas afetadas.

Ainda nesta quinta-feira, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, informou que está distribuindo àgua potável, alimentos e medicamentos contra doenças às vítimas das cheias no Sudão. O governo dos Estados Unidos informou que ajudará o Unicef a fornecer abrigo a quase 80 mil vítimas das enchentes no país”.

Numa outra nota, a Organização Mundial da Saúde, OMS, registrou um aumento nos casos de dengue em Mianmar, na Tailândia e na Indonésia e pediu aos governos que adotem medidas de combate à doença.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud