Conclusão de Rodada de Doha é obrigação política, diz chefe da OMC

17 agosto 2007

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, OMC, Pascal Lamy (foto), afirmou que a conclusão da Rodada de Doha, que prevê a liberalização do comércio mundial, é uma obrigação política.

Segundo o chefe da OMC, o comércio atual é totalmente diferente do praticado 50 anos atrás por causa da globalização.

Na semana passada, Lamy afirmou que as negociações para o avanço da rodada devem ser retomadas em setembro.

Entre os obstáculos, que levaram à suspensão da rodada, lançada em 2001, estão as conversações sobre o setor agrícola. Os negociadores de mais de 140 países não conseguiram chegar a um acordo sobre a redução de subsídios e a expansão de mercados para produtos agrícolas de países em desenvolvimento.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud