Unicef diz que 40% das vítimas do furacão na Jamaica são crianças
BR

20 agosto 2007

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, informou que enviou para a Jamaica kits de emergência para socorrer as vítimas do furação Dean.

A tempestade tropical passou pelo país caribenho com ventos de até 240 km/h deixando 300 mil pessoas desabrigadas. Segundo o Unicef, 40% das vítimas são crianças.

Na rota do Dean, estava ainda a costa do Haiti, que se preparou para a chegada do furacão com a ajuda de soldados das forças de paz da ONU no país.

O major Daniel Gomes Prata, do contingente brasileiro da Minustah, explicou os detalhes da preparação para evacuação dos militares, que não precisou ser feita na capital Porto Príncipe.

Mas segundo ele, o plano pode ser acionado ainda este ano com mais ameaças sobre a ilha.

“Entre as 2h e 4h da manhã o vento mais forte. Mas, graças a Deus, quando ele passou aqui, ele passou com uma certa velocidade que praticamente não atingiu a cidade. A cidade, no dia seguinte, começou com suas atividades normais. A população permaneceu tranqüila. Nós não tivemos problemas com o furacão. Durante o ano, ainda há previsões sobre mais quatro passagens deste furacão aqui”, disse.

Outros afetados pelo furacão Dean são Cuba e as Ilhas Caimã. Nesta segunda-feira, Belize e a Península de Yucatan no México se preparavam para a tempestade tropical.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, e a Organização Mundial da Saúde, OMS, colocaram à disposição equipamentos médicos, purificadores de água, comida e material de socorro para a Jamaica e qualquer outro país afetado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud