Julgamento de ex-líder da Libéria, Charles Taylor, é adiado para 2008 BR

Julgamento de ex-líder da Libéria, Charles Taylor, é adiado para 2008

O Tribunal Especial para a Serra Leoa, com sede em Haia, na Holanda, decidiu adiar para janeiro de 2008 o julgamento do ex-presidente da Libéria, Charles Taylor.

Taylor, de 59 anos, é acusado de crimes de guerra cometidos na Libéria e em Serra Leoa, mas ele nega as acusações.

Ao todo, o ex-líder liberiano responde a 11 acusações de assassinatos, uso de crianças-soldado, estupros, entre outros crimes.

O conflito em Serra Leoa ocorreu de 1991 a 2002. Os combates na Libéria tiveram lugar de 1989 a 2003.

Segundo a juíza Julia Segutinde, o julgamento foi adiado para que os advogados de Charles Taylor possam usar mais tempo preparando a defesa do reú, levando em consideração a complexidade do caso.