Acnur preocupado com migração massiva de zimbabuanos

Acnur preocupado com migração massiva de zimbabuanos

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, manifestou-se preocupado com a migração de pessoas do Zimbabué sobretudo para os países vizinhos na África Austral.

O Acnur constatou que poucos têm manifestado o interesse em pedir asilo político.

Leia o boletim do repórter da Rádio ONU, Helder Gomes.

“O Acnur afirma que está a monitorar o movimento de migrantes nas fronteiras com os países vizinhos do Zimbabué.

De acordo com a ONU, o país passa actualmente por uma situação económica complexa marcada por uma crise social.

O órgão da ONU sublinha que a inflação no país ultrapassa os 4,5 mil por cento. E oito em cada 10 zimbabuanos estão desempregados.

Ainda em África, o Acnur registou que mais de 10 mil pessoas da República Democrática do Congo fugiram para o Uganda devido a confrontos no nordeste do Congo.

Os combates estão a ser travados por tropas do governo e grupos rebeldes”.

Na quarta-feira, o Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, anunciou que está a apoiar o governo do Uganda a avaliar o impacto das inundações que afectaram o país no mês de Julho.