Combate às mudanças climáticas vai custar US$ 200 bilhões até 2030

Combate às mudanças climáticas vai custar US$ 200 bilhões até 2030

Um relatório das Nações Unidas anunciou que, até 2030, será necessário investir US$ 200 bilhões para manter os níveis actuais de emissão de gases que provocam o efeito estufa.

No encontro participam mais de mil representantes de governos, indústrias e da sociedade civil.

Leia o boletim da repórter da Rádio ONU, Adriana Niemeyer.

“A chefe do grupo de cooperação financeira, a brasileira Maria Neto, confirmou, para a Rádio ONU, a preocupação das organizações internacionais, em relação aos países emergentes como é o caso do Brasil.

Na sua opinião, à medida que esses países tendem a crescer rapidamente, aumentando também o potencial de emissão, a criação de métodos para a prevenção e combate podem ser mais efectivos, por terem custos mais baratos.

De acordo com Maria Neto, o mais importante é entender que investimentos em infra-estruturas para prevenir a emissão de gases já não podem mais ser feitos a longo prazo.”

A conferência de Viena terminará na sexta-feira, e antecipa um novo encontro sobre mudanças climáticas que ocorrerá em Bali, na Indonésia, entre os dias 3 e 14 de Dezembro.