Países latino-americanos decidem registrar todas suas crianças até 2019
BR

31 agosto 2007

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, informa que uma em cada seis crianças na América Latina não têm certidão de nascimento. Este problema se agrava a cada ano com mais 2 milhões de nascimentos não oficializados.

Michael disse que os 18 países representados no evento, incluindo o Brasil, assinaram um documento que estabelece o ano 2019, como prazo para que todas as crianças tenham registro.

Comprometeram-se também em dar atenção especial às populações indíginas que são as que mais sofrem com o problema.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud