Mundo desenvolvido deve fazer mais por Metas do Milênio, diz Ban BR

Mundo desenvolvido deve fazer mais por Metas do Milênio, diz Ban

Um relatório da ONU sobre o progresso das Metas do Milênio sugere que, em nível global, o sucesso da iniciativa ainda não pode ser garantido.

Ban disse que o mundo desenvolvido precisa fazer mais pela iniciativa, e afirmou que somente cinco países-doadores estão cumprindo a meta de destinar 0,7% de seu PIB à ajuda externa.

De acordo com a ONU, o progresso mais lento das Metas do Milênio tem sido na África Subsaarina. No Brasil, apesar do sucesso em alguns quesitos como acesso universal à educação, os desafios continuam na área de saneamento básico.

Segundo informou à Rádio ONU, a encarregada do programa sobre as Metas do Milênio no Brasil, Ana Rosa Soares.

“A questão de saneamento ainda está um pouco atrasada, mas já está recebendo atenção para tentar modificar. Tem uma série de programas com os quais a ONU tem trabalhado, também com o governo, para tentar levar isso adiante. Mas é um problema no mundo todo. É uma das metas mais complicadas no momento para todo o mundo, não só o Brasil”, disse.

Segundo a ONU no Brasil, o primeiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio, a redução pela metade da pobreza e fome extremas, já teria sido alcançado, em parte por causa de ações sociais do governo.

“Em tese sim, em grande parte pelos programas sociais do governo. Não se sabe qual é a sustentabilidade dessas ações. Está havendo todo um trabalho para tentar dar um passo adiante, ver qual é a sustentabilidade disso”, afirmou.

De acordo com o Pnud, o relatório ressalta o combate ao desmatamento como um dos progressos na área do meio ambiente no Brasil.

Em todo o mundo, caiu cerca de 20% o número de pessoas que vivem com menos de US$ 1 por dia.