Entrevista: Sylvia Steiner

Entrevista: Sylvia Steiner

O Tribunal Penal Internacional completou em 1º de julho, 5 anos de existência, marcados pelo aniversário da entrada em vigor do Estatuto de Roma. Numa mensagem sobre a data, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos países-membros que firmem o tratado, que já recebeu a ratificação de mais de 100 nações. Nesta entrevista exclusiva à Rádio ONU, de Haia, a juíza Sylvia Steiner (foto), comenta alguns aspectos do dia-a-dia da corte.

"O TPI serve para julgar crimes cometidos contra a humanidade, crimes de guerra, genocídios e para acabar com a impunidade numa esfera internacional. Antes do Tratado de Roma, houve dois tribunais que foram estabelecidos, digamos ad hoc: o Tribunal Penal para Crimes de Guerra da Ex-Iugoslávia e o Tribunal para Ruanda", explicou.

Steiner falou ainda sobre a corte que está julgando o caso do ex-presidente da Libéria Charles Taylor.

"Atualmente, o Tribunal para Serra Leoa não está ligado ao TPI, mas está funcionando no mesmo prédio aqui em Haia. Mais de 100 testemunhas devem ser ouvidas, e não há um prazo previsto para o fim do julgamento, que pode durar ainda bastante tempo", disse.

Nações Unidas em Ação, programa da Rádio ONU em Nova York.

Apresentação: Mônica Valéria Grayley

Produção: Sandra Guy, Ana Cristina Campos, Letícia Camargo e Eduardo Costa

Direção técnica: Willie Correa.