Os homens na promoção da saúde materna

13 julho 2007

O ministro da Saúde de Angola, Anastácio Ruben Sicato, em entrevista à Radio ONU, fala sobre o papel dos homens na promoção da saúde materna.

Este ano, as Nações Unidas celebraram o dia apelando a um maior envolvimento dos homens na promoção da saúde materna.

Rádio ONU conversou com o ministro da Saúde de Angola, Anastácio Ruben Sicato, que falou sobre o papel dos homens na promoção da saúde materna.

“Os homens podem e devem melhorar seu engajamento relativamente a saúde materna. O que acontece é que os homens têm estado à distância porque quando a mulher vai para o parto, geralmente vai sozinha; muitas vezes em questões de planeamento familiar os homens têm que dar a sua autorização e a mulher tem que obedecer. Se o homem pensar em ter 15 filhos se pudesse os teria, mas a mulher muitas vezes não está nessa disponibilidade. Portanto é preciso que haja uma parceria dentro do casal” disse.

Ruben Sicato disse que enquanto nas Ilhas Maurício a mortalidade materna anda a volta de 20 por cada 100 mil nascimentos vivos, em Angola regista-se 1,5 mil por cada 100 mil nascimentos vivos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud