Pacto Global para o Iraque avaliado em reunião das Nações Unidas

Pacto Global para o Iraque avaliado em reunião das Nações Unidas

Um relatório sobre a implementação do Pacto Global para o Iraque afirma que o país registou progressos desde o lançamento da iniciativa, há seis meses, pelo governo do país com o apoio das Nações Unidas.

O plano, que conta com o apoio do Banco Mundial, traça perspectivas de desenvolvimento político, económico e social até 2012.

A vice-secretária-geral da ONU, Asha-Rose Migiro (foto), disse na abertura da reunião que a segurança no Iraque continua a ser o factor determinante para a implementação do pacto.

Migiro afirmou que em nível nacional se registaram progressos no sentido de estabelecer forças de segurança dedicadas a servir o país como um todo.

Ela destacou que as Nações Unidas estão ajudando o Iraque no processo da revisão da Constituição.

Migiro elogiou ainda os trabalhos feitos na montagem de outras instituições, sobretudo no funcionamento do Parlamento e do sistema eleitoral.

Ainda na sexta-feira, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, pediu aos pais das crianças iraquianas refugiadas na Síria que enviem seus filhos para as escolas.

Segundo o Acnur, o governo sírio autoriza que as crianças iraquianas sejam registadas nas escolas públicas do país.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, tem como objectivo matricular 100 mil crianças nos próximos dois anos.