Homem acusado de comandar gangues no Haiti é morto em Cité Soleil BR

Homem acusado de comandar gangues no Haiti é morto em Cité Soleil

A Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, Minustah, anunciou, nesta quarta-feira, a morte de um dos chefes de gangues na ilha, Charles Junior, também conhecido como “Yoyo Piman”, suspeito de envolvimento em vários crimes.

A Minustah explica que os soldados da ONU agiram em legítima defesa respondendo a disparos de Charles Junior que não acedeu aos pedidos de cessar-fogo.

Segundo a missão da ONU, ele deveria ser o segundo chefe do bando de criminais conhecido como “Amaral”.

A Minustah acrescenta que ele era procurado pela polícia do país e pelas autoridades francesas, por alegado envolvimento em assassinatos, sequestros e crimes de conspiração.