ONU afirma que 20% dos timorenses precisa de ajuda alimentar

ONU afirma que 20% dos timorenses precisa de ajuda alimentar

Um relatório de agências da ONU sugere que uma em cada cinco pessoas no Timor-Leste precisam de ajuda alimentar.

O embaixador de Timor-Leste nas Nações Unidas, Nelson Santos, disse à Rádio ONU, em Nova York, que a falta de alimento tem causas diversas.

“Infelizmente, este ano em Timor-Leste se tem registrado condições climáticas adversas, e também pragas de insectos, que provocaram uma redução substancial na produção de milho e também de arroz. Naturalmente que é uma situação preocupante. E estamos trabalhando para que se reduza essa situação. Por outro lado, a situação política é ainda bastante frágil para que para que haja uma distribuição mais consistente de alimentos no Timor Leste”, disse.

Segundo o embaixador, o problema da falta de alimentos foi agravado pelos conflitos políticos, que geraram mais de 155 mil deslocados internos no país.

Segundo o relatório da ONU, a produção de milho e de outros cereais sofreu uma redução de cerca de um terço.

O Timor-Leste, no sudeste da Ásia, foi anexado pela Indonésia na década de 1970 e se tornou independente em 2002 após um referendo da ONU.