ONU e Iraque financiam reconstrução de mesquita destruída em Samarra

ONU e Iraque financiam reconstrução de mesquita destruída em Samarra

Fundo da ONU para Desenvolvimento do Iraque deverá assumir mais de 60% do projeto, que custará US$8,4 milhões; templo foi gravemente danificado durante ataques em 2006 e 2007.

O templo em Samarra, ao norte de Bagdá, já havia sido alvo de uma outra explosão em fevereiro de 2006.

O diretor-geral da Unesco, Koïchiro Matsuura, disse que o comprometimento das autoridades iraquianas e da comunidade internacional em trabalhar pela reconstrução do templo é um motivo de esperança.

"Respeitar a herança cultural é um dos princípios fundamentais do processo de reconstrução de um país como o Iraque. É um passo decisivo em direção à reconciliação nacional", afirmou.

As obras devem começar assim que as condições de segurança o permitirem. O projeto deve durar cerca de 10 meses.

A mesquita abriga os túmulos do 10º imã Ali Al Hadi, morto em 868, e de seu filho Hassan al-Askari, o 11º imã, que morreu em 874.